Discos porretas: Sounds of Silence (Simon & Garfunkel)

17 de janeiro de 2022

Capa de Sounds of Silence. Imagem: reprodução.

(por Guilherme Mattar)

Em 17 de janeiro de 1966, Simon & Garfunkel se renderam oficialmente ao folk rock.

Depois de Bob Dylan, dos Byrds, dos Beatles e, principalmente, do êxito da versão eletrificada do single “The Sound of Silence”, a dupla lançou um disco no qual a mesma fórmula que dera certo na música mais famosa deles era replicada em diversos outros números de seu cancioneiro.

O disco em questão, Sounds of Silence, funcionava basicamente como uma coletânea, resgatando e relendo diversas canções que haviam aparecido antes, fosse em singles ou em full lengths como Wednesday Morning, 3 A.M. e The Paul Simon Songbook (trabalho solo de Paul Simon).

Baseado na eletrificação dos arranjos, o álbum produzido por Bob Johnston e Tom Wilson continha, ainda, alguns itens de folk mais “puro”, com a aura violeira e simples do estilo anterior de Simon e do parceiro Art Garfunkel. Mas já preparava o ouvinte para a próxima fase do duo, que entraria em seu auge artístico a partir de Parsley, Sage, Rosemary and Thyme, lançado nove meses depois.

 

 

hash track

Peça seu som e ouça no Hashtrack!

Exemplo:
Artista: Neil Young
Música: Rockin' In The Free World
#Esse som é muito marcante pra mim porque foi o primeiro que rolou na minha programação.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2022 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados.