Instituto GRPCOM completa 20 anos de história e trabalho

3 de novembro de 2021

Instituto GRPCOM completa 20 anos de história e trabalho em prol da Educação e do Terceiro Setor 

Organização sem fins lucrativos vinculada ao Grupo Paranaense de Comunicação celebra duas décadas de projetos e programas que beneficiam milhares de pessoas  

O Instituto GRPCOM (IGRPCOM), organização sem fins lucrativos vinculada ao Grupo Paranaense de Comunicação, está completando 20 anos de atuação. Criado em 2001 para promover, por meio da comunicação, o desenvolvimento da sociedade paranaense e também para gerenciar as ações sociais dos veículos do GRPCOM, o Instituto cresceu e está hoje em mais de 1.200 municípios brasileiros com seus projetos de Educação e fortalecimento do Terceiro Setor.  

A história do Instituto teve início com o projeto Ler e Pensar, que levava jornais impressos da Gazeta do Povo para escolas públicas de todo o Paraná com o intuito de promover a leitura e fomentar a alfabetização midiática. Em 2001, o crescimento do Ler e Pensar e a existência de outras ações de responsabilidade social geridas pelo grupo, motivaram o nascimento do Instituto.   

Projetos e campanhas do Instituto GRPCOM estão em todo o Brasil 

Hoje, o IGRPCOM está presente no cotidiano de mais de 11.400 professores de todo o Brasil, que participam de seus cursos gratuitos, formações continuadas e dos projetos Ler e Pensar e Televisando. Também marca presença no dia a dia de mais de 1.100 organizações sem fins lucrativos, como fundações, associações e ONGs, que são parceiras do Instituto e beneficiadas por suas iniciativas. O Programa Impulso, principal iniciativa de fortalecimento do Terceiro Setor, é um exemplo da atuação do Instituto junto a esse público, pois oferece serviços e ferramentas para capacitar, levar mais visibilidade e auxiliar na gestão das instituições. Todas as iniciativas são realizadas em parceria com os veículos do GRPCOM, o maior grupo de comunicação do Paraná, formado pelos jornais Gazeta do Povo e Tribuna, pelas rádios 98FM, Mundo Livre e Capital FM, e pela RPC e suas oito emissoras afiliadas à Rede Globo.   

De acordo com o Presidente do GRPCOM, Guilherme Cunha Pereira, o Instituto atua em áreas decisivas, que fortalecem a sociedade e promovem o protagonismo, sobretudo em um período crítico de pandemia, enfrentado por diversos segmentos. Segundo ele, o trabalho do Instituto e de seus parceiros foi fundamental para promover a sensibilização e socorrer as organizações que precisaram de ajuda. “O Instituto GRPCOM contribui para reforçar a missão de todo o grupo, que é estimular em cada um o desejo de ser melhor e de contribuir para o bem da sociedade”, diz.   

Portas abertas e transformação social 

Para a Superintendente do Instituto GRPCOM, Ana Gabriela Simões Borges, a transformação social é o que move os projetos e campanhas da organização. “Nossas iniciativas sempre foram pensadas para servir à sociedade.  Queremos oferecer soluções e serviços que apoiem as pessoas que estão conosco nessa jornada, para que, juntos, possamos impulsionar mudanças e estimular o olhar dos mais diversos segmentos da sociedade para a Educação Pública e o Terceiro Setor. Mas seria uma injustiça dizer que fazemos isso sozinhos. Contamos com o valioso apoio dos nossos parceiros, beneficiários, colaboradores e de todos os veículos de comunicação do GRPCOM. É uma incrível rede que se fortalece a cada dia na missão de promover o bem comum”, explica.   

Por meio de seus projetos, o Instituto GRPCOM está sempre de portas abertas para quem precisa de ajuda ou quer ajudar. Durante duas décadas de atuação, histórias de parceria não faltam, como é o caso da Central Única das Favelas no Paraná (CUFA). De acordo com o presidente da instituição, José Antônio Campos Jardim, o Instituto está há 10 anos presente no dia a dia da CUFA. “Tivemos o apoio do Instituto em ações e campanhas de âmbito estadual. Seus projetos impactaram na nossa reorganização como instituição e, nesse período de pandemia da Covid-19, o apoio do Instituto foi de muita importância para a CUFA”, diz.   

Carolina Chueire, Coordenadora de Comunicação e Mobilização de Recursos da Irmandade Betânia, também conta um pouco sobre a história da instituição ao lado do Instituto GRPCOM. “Somos parceiros do Instituto e do Programa Impulso há bastante tempo e começamos nosso trabalho aqui por meio de um diagnóstico, que identificou nossas forças e fraquezas. Isso é muito bom, pois mostra o quanto precisamos nos aperfeiçoar cada vez mais para entregar um serviço de qualidade para a sociedade, comenta. 

Na área da Educação, a professora Sônia Maria Alves Domingues, de Curitiba, faz parte do projeto Ler e Pensar desde a sua primeira formação. “As propostas e práticas inovadoras que o projeto proporciona são capazes de incentivar o estudante a pensar criticamente e de maneira criativa. Tudo isso nos é permitido aprender por meio dos cursos de formação oferecidos gratuitamente pelo projeto”, menciona. 

Para saber mais sobre o Instituto GRPCOM e seus projetos, acesse o site oficial https://institutogrpcom.org.br/ e acompanhe as redes sociais Instagram e Facebook: @institutogrpcom.    

 

hash track

Peça seu som e ouça no Hashtrack!

Exemplo:
Artista: Neil Young
Música: Rockin' In The Free World
#Esse som é muito marcante pra mim porque foi o primeiro que rolou na minha programação.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2022 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados.