Thick as a Brick: Jethro Tull mergulha de vez no progressivo, e se dá muito bem

3 de março de 2022

(Capa de Thick as a Brick. Imagem: reprodução)

(por Guilherme Mattar)

Em 3 de março de 1972, o Jethro Tull realizou o sonho de vários conjuntos de rock progressivo: lançou Thick as a Brick, um álbum composto por uma única música: a faixa-título, repartida em duas partes por conta da limitação física imposta pelos discos de vinil, na época.

Um dos maiores clássicos da história da banda, o full length colocou o grupo liderado por Ian Anderson de vez no prog – movimento iniciado previamente, mas que, sobretudo no antecessor Aqualung, ficou cada vez mais sério e expressivo.

A fórmula bastante influenciada pelo folk caiu nas graças do público, e Thick as a Brick e suas histórias e sons intrincados atingiram o topo das paradas de vários países, incluindo Estados Unidos, Austrália, Canadá e Dinamarca. Na terra natal, Reino Unido, o desempenho também foi expressivo: o álbum alcançou o quinto lugar.

 

hash track

Peça seu som e ouça no Hashtrack!

Exemplo:
Artista: Neil Young
Música: Rockin' In The Free World
#Esse som é muito marcante pra mim porque foi o primeiro que rolou na minha programação.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2022 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados.