Vandalismo danifica telas com nus em exposição no Museu Oscar Niemeyer

24 de abril de 2017

Pelo menos duas obras expostas no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba foram alvo de vandalismo nos últimos dias. Telas que mostram nus femininos foram rasuradas, apagando trechos das genitálias. Não se sabe qual a motivação do ato.

Uma das telas rasuradas pertence ao acervo permanente do Museu. “Adão e Eva”, de autoria do uruguaio José Torres Garcia, mostra três figuras humanas nuas. A obra, que está exposta na exibição “Histórias do Acervo do MON”, foi danificada exatamente no trecho onde se vê a genitália feminina.

A outra tela é “Nereidas Modernas”, assinada por Rodolpho Doubek, e faz parte de uma exposição em homenagem à Escola de Alfredo Andersen. A tela foi emprestada pelo Museu Alfredo Andersen, também de Curitiba e, assim como “Adão e Eva”, segue em exposição mesmo após as rasuras.

Funcionários da segurança confirmam, sem se identificar, que houve uma série de atos de vandalismo contra as obras e que algumas telas teriam sido “furadas”. A reportagem entrou em contato com o Museu Oscar Niemeyer e com o governo do estado para saber o que se sabe sobre o caso e se alguém foi punido pelos ataques, mas ninguém foi encontrado.

Fonte

 

hash track

Peça seu som e ouça no Hashtrack!

Exemplo:
Artista: Neil Young
Música: Rockin' In The Free World
#Esse som é muito marcante pra mim porque foi o primeiro que rolou na minha programação.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2022 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados.